google-site-verification=snwXcrrlAJyABI3v_ajZz7KSMt6Oyyr0ChovLwy_X6c

Alimentação

Alimentação

Sendo Portugal um País com uma gastronomia muito rica, pretendemos essencialmente que os nossos Clientes continuem a disfrutar dos prazeres da comida tradicional Portuguesa, de forma Saudável, a par do convívio que as refeições proporcionam.

A Saúde e os prazeres do dia-a-dia estão maioritariamente associados ao que comemos

Uma vida longa e com qualidade, deriva de uma alimentação completa, variada e equilibrada.

Como abordamos a Saúde através da alimentação

A alimentação é um factor crucial na prevenção e recuperação de doenças.

No Lar são preparadas 4 refeições principais e 2 suplementos alimentares, de acordo com o plano de ementas mensal.

Para assegurar a qualidade das refeições em todas as fases (recepção, manipulação, produção, armazenagem, distribuição/transporte e conservação), a Domus Augusta tem implementado o sistema de Higiene e Segurança Alimentar (HACCP).

No Lar seguimos com rigor as recomendações da Roda dos Alimentos e respeitamos o contexto sociocultural dos Clientes.

As ementas são elaboradas segundo os critérios da Direcção Geral de Saúde.

Orientações da Alimentação na nossa Casa de Repouso

O plano de ementas tem uma periodicidade mensal e é elaborado segundo os seguintes critérios:

– Utilizar quotidianamente alimentos dos grupos das hortícolas, leguminosas e das frutas;

– Dar preferência a pratos culinários mais saudáveis: cozidos, grelhados, estufados, assados e pratos de panela (jardineiras, caldeiradas, ensopados, açordas, entre outros);

– Oferecer equitativamente diversos acompanhamentos fornecedores de hidratos de carbono e ingerir proteínas de elevado teor biológico;

– Privilegiar o consumo de peixe em detrimento da carne e dar preferência a carnes brancas;

– Utilizar o azeite como gordura preferencial na confecção e ervas aromáticas, azeite e vinagre nos temperos;

– Servir exclusivamente água, ou em alternativa, infusões sem adição de açúcar;

– Confeccionar as sobremesas com fruta da época, fresca ou cozinhada, desde que sem adição de açúcar e limitar a ingestão de doces a uma vez por semana;

– Evitar a apresentação monocromática do prato;

– Servir as refeições em ambiente calmo, incentivando a mastigação dos alimentos e respeitar os horários estabelecidos